Belém, Pará

Descubra Belém em 10 horas

Este é um passeio que você pode fazer de forma independente, contudo, nada se compara ao acompanhamento de nossos anfitriões.

Forte do Presépio, em Belém. Foto: Gelderson Pinheiro.

Os destaques deste programa incluem

  • Conhecer o Mercado do Ver-o-Peso, Forte do Castelo, Museu do Encontro, Theatro da Paz, Estação das Docas, Parque Zoobotânico do Museu Emilio Goeldi, Mangal das Garças.

Itinerário

08:30. Após o café da manhã, começamos nosso passeio por Belém com visita ao Mercado do Ver-o-Peso, aonde chega, de todas as partes do interior do Estado, produtos extraídos da floresta e dos rios da Amazônia, um grande mosaico de cores, aromas e sabores amazônicos, tão característicos do Pará.

Continuamos em caminhada pela Cidade Velha, para conhecer um dos acervos históricos e arquitetônicos mais ricos do país, passando pelas estreitas ruas onde a cidade começou até o Complexo Feliz Lusitânia, que abriga a Catedral da Sé, Museu de Arte Sacra, Casa das Onze Janelas, Forte do Castelo ¹ e Museu do Encontro ¹, espaço que abriga peças e objetos que remetem à ocupação de Belém, além de peças de cerâmica marajoara e tapajônica, encontradas em sítios arqueológicos no interior da Ilha de Marajó e Região do Tapajós.

Continuando nosso passeio, nos deslocamos de carro até a Praça da República, para visita ao Theatro da Paz, um remanescente da época áurea do ciclo da borracha que durante boa parte do ano recebe companhias de ópera e peças de teatro do Brasil e do mundo.

Paramos para almoçar no restaurante Point do Açaí, instalado em um casarão antigo restaurado. Aqui a dica é experimentarmos, como o nome do restaurante propõe, o açaí, com peixes, à moda paraense. Se não quiser experimentar o açaí assim sugerimos pedir o Filé de Filhote arroz de jambú e camarão, servido com molho de tucupi reduzido, acompanhado de farofa de chicória, uma das melhores combinações preparadas para um dos peixes mais nobres da Amazonia Paraense. Não deixe de pedir o açaí de sobremesa para tomar com açúcar.

14:30. Vai chover!!! Em Belém, quase todos os dias, a essa hora, chove! Então, antes das primeiras gotas, seguimos até o Parque Zoobotânico Emílio Goeldi. É um passeio memorável, depois da chuva, pelas alamedas e pontes, rodeadas por mais de 800 espécies de plantas nativas, desde as de grande porte como o cedro e a samaúma até as delicadas vitórias-régias. A fauna inclui, entre mais de 600 animais, o guará, o jacaré-açú e a ariranha, que parece posar para as fotos.

O passeio continua em direção ao Mangal das Garças, parque ecológico que resultou da revitalização de uma área de 40.000 m² na margem do rio Guamá e que reproduz num espaço naturalístico as diferentes macro-regiões da flora amazônica: as matas de terra firme, as matas de várzea e os campos. Abriga o Farol de Belém, Borboletário, Museu Amazônico e o Mirante do Rio.

17:30. Nossa sugestão antes de retornar aos hotéis é experimentar o tacacá, uma espécie de sopa servida quente, à base de derivados da mandioca, jambú e camarão. Se preferir uma sorveteria com sabores amazônicos também é uma boa pedida. Noite livre. Consulte nossas sugestões de restaurantes para o seu jantar.

(Refeições: Não incluídas)

Notas sobre o itinerário

  1. Neste programa estão incluídos os seguintes ingressos: Forte do Castelo, Museu do Encontro, Theatro da Paz, Parque Zoobotânico do Museu Emilio Goeldi, Torre de Belém e Borboletário, estes dois últimos no Parque Ecológico Mangal das Garças.
  2. O itinerário acima está atualizado e pode estar diferente de algum material impresso anteriormente. Ocasionalmente fazemos melhorias em nossos itinerários, baseados em sugestões de nossos viajantes ou em nossas próprias pesquisas. Seu guia local irá informá-lo sobre qualquer mudança em seu primeiro encontro com o grupo no início do passeio. Qualquer desvio de transporte ou hospedagem fornecido nesta viagem não será coberta pela Rumo Norte Expedições, que também não reembolsará qualquer parte de serviço ou atividade não utilizado.

Datas & Disponibilidade

 

Entrando em detalhes

Duração: aproximadamente 9 horas.

Grupos: de 2 a 10 pessoas.

Atividades: Pequenas caminhadas de acesso aos lugares visitados.

Perfil de público: Indicado a qualquer público apto a participar de um programa intenso.

Pré-requisitos: Nenhum.

Nível de esforço físico: grau (2) fácil a moderado, adequado a qualquer pessoa, de qualquer idade e em boas condições de saúde com plena capacidade de locomoção.

Itens incluídos: passeios descritos, todos os ingressos aos lugares visitados (onde houver), traslados a partir dos hotéis, acompanhamento de guia.

Itens não incluidos: alimentação ou outros itens que não estejam expressamente informados acima.

O que trazer: Para o melhor aproveitamento da atividade pelos participantes recomendamos usar tênis confortáveis, chapéu ou boné, protetor solar, capa ou guarda-chuvas, sacos plásticos ou embalagens impermeáveis para documentos, papéis e câmeras fotográficas. Apesar das sugestões acima, recomendamos aos participantes que tragam apenas o essencial e evitem expor ou deixar no interior dos veículos objetos de valor.

Descrição do local: Fundada pelos portugueses na foz do rio Amazonas, no início do século 17, Belém é o portal natural de entrada da Amazônia devido à sua privilegiada localização geográfica. É popularmente chamada de “Cidade das Mangueiras” pela abundância de exemplares desta árvore em suas ruas. Sua população possui características herdadas da miscigenação dos colonizadores portugueses com os índios Tupinambás, nativos habitantes da região na época da sua colonização. Em seus quase quatrocentos anos de história, Belém vivenciou momentos de plenitude como o período áureo da borracha, no início do século XX, quando o município recebeu inúmeras famílias européias, o que veio a influenciar grandemente a arquitetura de suas edificações, ficando conhecida como Paris n’América. Hoje, apesar de ser cosmopolita e moderna em vários aspectos, Belém não perdeu o ar tradicional das fachadas dos casarões, das igrejas e capelas do período colonial.

Restrições médicas: Nenhuma.

Sistema de gestão da segurança: Sim.

Atendimento de emergência: Sim.

Facilidades para crianças, idosos e portadores de necessidades especiais: Não.

Idade mínima: Não. Idade máxima: Não. Favor observar grau de esforço físico.

Existência de regras de visitação: Sim.

Práticas de conduta consciente em ambiente natural: Sim.

Existência de termo de responsabilidade e ficha médica: Não.

Datas & disponibilidade

Loading…

Tem alguma dúvida?

Tem alguma dúvida, quer customizar a viagem ou não encontrou uma data de saída que combine com a sua agenda, entre em contato conosco.

Nosso horário de atendimento telefônico através do (91) 99309-5915, é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Clique aqui a qualquer hora e fale conosco pelo WhatsApp ou se preferir, preencha o formulário abaixo que responderemos até o próximo dia útil.